Tobardini assina convênio que possibilitará Internet rápida a diversos bairros

O prefeito de Bady Bassitt, Luiz Tobardini, participou nesta segunda-feira, 12, em Brasília, da cerimônia de assinatura de convênio do programa Internet para Todos, que oferece acesso a internet de alta velocidade por meio de um satélite geoestacionário. O evento contou com a presença de governadores, de 2.471 prefeitos, do presidente Michel Temer (MDB) e do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab (PSD).

No Internet para todos, as prefeituras indicaram as localidades passíveis de atendimento, que receberão antenas para a distribuição do sinal de internet. A conexão será feita por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que recebeu R$ 3 bilhões em investimentos. 

Segundo Tobardini, em Bady Bassitt, os bairros beneficiados serão o Vista Alegre, Alto Alegre, Santo  Antônio,  Vertentes do Sul, Lago Sul e Residencial Menezes. Um levantamento foi feito nessas áreas,  constatando a dificuldade de acesso nesses setores. "Trata-se de mais uma conquista importante para nosso  município. A  internet é essencial no mundo de hoje porque ajuda as pessoas a se comunicarem, se  informarem e  proporciona grandes avanços nas relações e em diversas áreas. Os moradores desses bairros  vinham  encontrando dificuldades que, agora, serão sanadas com a iniciativa”, ressaltou o chefe do  Executivo.  

Os municípios começarão a receber as antenas em maio, de acordo com o MCTIC. O Ministério espera que  sejam instaladas 200 antenas por dia. O Internet para Todos também prevê levar banda larga a escolas, hospitais e postos de saúde. O ministério  firmou parcerias com outras pastas (Educação e Saúde) para viabilizar o serviço. No caso da  parceria com o Ministério da Educação, a intenção do programa é garantir banda larga a todas as  escolas públicas do país, com a previsão de beneficiar 7 mil escolas ainda em 2018.

O MCTIC ainda fechou parceria com o Ministério da Defesa para garantir o monitoramento de 100% das fronteiras brasileiras. Após o evento, Kassab afirmou que a velocidade da internet do programa será "bastante grande". Algo 40 vezes superior ao que existe hoje. Em relação ao preço pago pelo usuário do serviço, o ministro disse que será totalmente acessível.

 

Assessoria de Comunicação

Palavras-chave

Comentários

Indique para um amigo

Use este formulário para indicar esta postagem para um amigo.

Mais notícias